Amor sacrificial

"Não me faça pergunta quando estou apaixonado", foi o que disse pra Deus há uns dias atrás.
Já devo ter escrito em algum lugar que a maior prova de amor que se pode dar a uma pessoa é 'gastar' nosso tempo com ela, pois ele nos é dado com limite; é parte da nossa vida que não volta atrás; literalmente damos a vida pra alguem quando 'gastamos' nosso tempo com ela.
Às vezes, me preocupa a forma como uso meu tempo. Será se não 'corro' demais e esqueço do que realmente importa? Será que tenho passado tempo suficiente com minha família para que ela saiba o quanto a amo? Será que tenho dado minha vida pelos meus amigos, colegas de trabalho ou qualquer outra pessoa que precise de ajuda? Será que amo a Deus a ponto de morrer, mesmo que não literalmente, pelos outros? Enfim, sei que qualquer outro bem que tivermos não se compara com o tempo que nos dedicamos às pessoas, mas será que tenho me dedicado àqueles a quem tanto amo? Espero ter respondido afirmativamente à maioria dessas indagações.
Todavia, o que me fez refletir sobre 'amar verdadeiramente' ao próximo, foi o trecho de um livro que li, que diz o seguinte: "Para amar como Deus nos ama, talvez tenhamos de nos separar daquilo que nos é mais precioso, por causa dos outros". Sem dúvida nenhuma, o que tenho de maior valor, em primeiro lugar, é minha família, depois meus amigos, seja da faculdade, do trabalho ou de qualquer outro lugar. Eles são tão valiosos pra mim que não consigo imaginar a eternidade sem nenhum deles. Quero amá-los eternamente!
Outro dia estava me perguntando: "Se Deus quisesse que eu fosse pra uma terra distante eu teria coragem de ir, mesmo sabendo que 'nunca mais' poderia ver aqueles a quem mais amo no mundo?" Foi aí que respondi: "Não me faça pergunta quando estou apaixonado, pois, sem pestanejar, eu responderia sim!".
Só depois disso a frase do livro fez sentido pra mim. Quero ter o 'amor sacrificial' a ponto de me entregar sem reservas ao chamado de Deus, mas antes de 'partir' quero olhar nos olhos de cada pessoa que amo e dizer: não se preocupe comigo; é só por um tempo, pois teremos a eternidade toda para vivermos juntos!



(dedicado à minha família e amigos)

7 comentários:

Lucianna disse...

sempre me toca com suas palavras .. te amo mto mto mto !

lidia lima disse...

brigada primo! tenho certeza que todos os seus amigos e familia se sentem amados por vc, vc é tão especial...agradeço a Deus pela sua amizade, e por fazer parte da sua vida!!bjss

Alone disse...

De certo o amor da familia e amigos é tão grande que é capaz de entender a distancia e saber aguardar até o reencontro, mas é preciso discernir que afastar-se é realmente necessário, exatamente como voce disse o nosso tempo é curto.
Saudade de você meu amigo.

izaiaslima disse...

É muito gratificante poder desfrutar dessa leitura. Não só pelo seu talento para expressar de forma tão tocante o que vai na sua alma, mas, principalmente, por ver como o anseio de meu coração se concretizou tão rápido. O desejo de ver esse seu talento sendo usado para expressar um coração feliz e confiante na graça do Senhor. Estou muito feliz COM você, grato a Deus pela Sua longanimidade e confiante no Seu amor por você.

José María Souza Costa disse...

Muito bom o seu texto. Agradabilíssimo para lermos.Estou aqui lhe convidando, a visitar o meu blog, e se possivel seguirmos juntos por eles estarei grato esperando por vc, lá
www.josemariacostaescreveu.blogspot.com

Priscilla disse...

eu te amo tanto ..

Marlene Cruz disse...

Que lindo!!!!!!!!!!!!
Que imensa alegria vê-lo tão apaixonado pelo Senhor.Queria te dá um abraço agora...ai que bênção podermos compartilhar dessa comunhão.